OMS aumenta para 985 casos de gripe suína no mundo

México tem 590 pessoas infectadas e 25 mortes; Estados Unidos comunicaram 226 casos

Efe,

04 Maio 2009 | 06h45

A Organização Mundial de Saúde (OMS) aumentou para 985 casos de infecção por gripe suína, registrados em 20 países. Só o México, um dos países mais atingidos pela doença, tem 590 casos confirmados da doença e 25 mortes.

 

Veja também

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

Os Estados Unidos comunicaram 226 casos e um morto. Em terceiro lugar está o Canadá, com 85 pessoas infectadas e sem registro de mortes até o momento.

 

Os demais países que informaram oficialmente os casos são: Áustria (1), Espanha (40), China (Hong Kong, 1), Costa Rica (1), Colômbia (1), Dinamarca (1), El Salvador (2), França (2), Alemanha (8), Irlanda (1), Israel (3), Itália (1), Holanda (1), Nova Zelândia (4), Coreia do Sul (1), Suíça (1) e Reino Unido (15).

 

Mais uma vez a OMS colocou em seu comunicado que não há risco para a saúde humana consumir carne de porco desde que bem cozida e nem produtos derivados. O organismo também não aconselha o fechamento das fronteiras ou restrições de viagens.

 

Apesar disso, alguns países têm adotado estas medidas. Nesta segunda-feira, 4, o Serviço Federal de Controle Veterinário e Fitossanitário da Rússia anunciou a proibição de importar carne de porco e seus derivados procedentes da Espanha por causa do surto da suína. O veto inclui também o estado americano da Carolina do Sul, que é catalogada como primeira zona de risco, e as províncias canadenses de Ontário, Colúmbia Britânica e Nova Escócia, assinaladas como segunda zona de risco.

 

No domingo, a companhia aérea equatoriana TAME suspendeu temporariamente os três voos semanais que tinha entre a cidade tropical de Esmeraldas, no norte do país, e a de Cali, na Colômbia, devido ao vírus da gripe suína.

 

As autoridades da Tailândia colocaram nesta segunda em quarentena 14 estudantes tailandeses que viajaram ao México para diagnosticar se estão infectados pela gripe suína.

 

O diretor do Departamento de Controle de Doenças, Somchai Jakraphan, disse que os alunos, que chegaram no domingo à noite ao aeroporto internacional de Bangcoc, permanecerão 24 horas sob supervisão para garantir que não são portadores do vírus A (H1N1).

 

México

 

O Governo mexicano enviará um avião para repatriar um grupo de seus cidadãos que foram isolados na China devido ao surto da gripe suína no México. "Foi programado um voo que partirá nas próximas horas e fará escala em várias cidades da República Popular China nas quais se concentram os mexicanos que expressaram sua intenção de voltar ao país", disse a Chancelaria em comunicado.

 

Acrescentou que esse voo permitirá a repatriação daqueles mexicanos que chegaram recentemente à China em um voo procedente do México e que foram "confinados pelas autoridades chinesas pelo que se descreveu como razões sanitárias".

 

A China mantém "em quarentena" e totalmente isolados cerca de 70 mexicanos em diferentes cidades, medida que foi qualificada como discriminatória pelo Governo mexicano ao expressar seu protesto.

 

Brasil

 

O ministério da Saúde informou neste domingo, 3, que chegaram a 15 os casos suspeitos acompanhados de gripe suína no Brasil. São seis casos em São Paulo, três no Rio de Janeiro, três em Minas Gerais, e um no Mato Grosso do Sul, Espírito Santo e Distrito Federal. Há ainda 44 casos em monitoramento em outros 17 Estados do País.

 

O Gabinete Permanente de Emergências decidiu alterar a definição de caso suspeito e em monitoramento para a doença, aumentando o rigor da vigilância para a contenção do vírus. Com as novas regras, passam a ser considerados casos suspeitos aqueles de pessoas provenientes de qualquer área dos países com confirmação de casos ou ainda aquelas que tenham tido contato próximo com pessoas infectadas.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.