OMS conta 236 casos de gripe suína, mas não vai subir alerta

Diretor de Saúde da OMS diz que entidade ainda não vê razão para elevar doença para o nível máximo de alerta

Agências Estado,

30 Abril 2009 | 13h13

Suíça confirma caso e Alemanha tem mais três suspeitasA Organização Mundial de Saúde (OMS) informou que 236 casos de gripe suína foram confirmados por laboratórios até as 9h50 (horário de Brasília) nesta quinta-feira, 30. "Noventa e sete desses casos ocorreram no México, incluindo sete mortes", afirmou Keiji Fukuda, diretor geral assistente para segurança em saúde da OMS, durante entrevista coletiva. Apesar do número de casos ter subido, a OMS ainda não vê razões para elevar o nível de alerta da doença - que está em 5 numa escala que vai até 6.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

 

 

O número representa uma elevação de 88 casos desde a divulgação do boletim divulgado a OMS na tarde da quarta-feira, 29. Até as 15h da quarta, nove países haviam reportado oficialmente 148 casos de gripe suína.

 

Na coletiva realizada nesta quinta em Zurique, sede da OMS, Fukuda afirmou que a entidade não vê no momento razões para aumentar seu nível de alerta para 6. O nível está em 5, que é caracterizado pela disseminação da doença entre pessoas em pelo menos dois países de uma mesma região da OMS, que no caso são os Estados Unidos e o México. O nível 6 é a fase de pandemia, em que o vírus se espalharia entre comunidades de pelo menos um país fora da região primeiramente atingida.

 

"A situação nos Estados Unidos permanece estável, enquanto em alguns países há uma evolução da situação e observou-se transmissão entre pessoas", disse Fukuda. Ele também afirmou que a capacidade global para a produção de vacinas sazonais é de cerca de 500 milhões de doses. Mas ele não soube dizer em quanto esse total poderia ser convertido para vacina contra a gripe suína. Doses do antiviral Tamiflu, fabricado pelo laboratório Roche, começaram a ser distribuídas sobretudo para países em desenvolvimento, disse.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.