EFE/EPA/SALVATORE DI NOLFI
EFE/EPA/SALVATORE DI NOLFI

OMS cria painel para revisar conduta na pandemia de covid-19

O grupo, liderado pela ex-primeira-ministra da Nova Zelândia Helen Clark e a ex-presidente da Libéria Ellen Johnson Sirleaf, vai avaliar as respostas dadas pelos governos

Redação, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2020 | 09h02

A Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou nesta quinta-feira, 9, que está montando um painel independente para revisar sua conduta em relação à pandemia de covid-19 e a resposta dada pelos governos.

A ex-primeira-ministra da Nova Zelândia Helen Clark e a ex-presidente da Libéria Ellen Johnson Sirleaf concordaram em liderar o painel e escolher seus membros, disse o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, em uma reunião virtual com representantes dos 194 países membros da organização.

"Este é um momento de auto-reflexão, de olhar para o mundo em que vivemos e de encontrar maneiras de fortalecer nossa colaboração enquanto trabalhamos juntos para salvar vidas e controlar essa pandemia", disse Ghebreyesus, observando que os Estados-membros da OMS pediram por unanimidade em maio uma avaliação da resposta global à pandemia.

"A magnitude dessa pandemia, que afetou praticamente todo mundo, merece claramente uma avaliação proporcional", complementou. O diretor da OMS propôs que uma Sessão Especial do Conselho Executivo fosse convocada em setembro para discutir o progresso do painel. Em novembro, o grupo apresentará um relatório intermediário na retomada da Assembléia Mundial da Saúde. / COM REUTERS

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.