AFP
AFP

OMS declara Libéria livre do Ebola

País está há 42 dias sem novos casos da doença. que já matou mais de 11 mil pessoas

Das agências, O Estado de S. Paulo

09 Maio 2015 | 13h10

" SRC="/CMS/ICONS/MM.PNG" STYLE="FLOAT: LEFT; MARGIN: 10PX 10PX 10PX 0PX;

SÃO PAULO - A Organização Mundial de Saúde (OMS) declarou que a Libéria está livre do Ebola, o que marca o fim do surto nacional que, em seu pico, teve até 400 novos casos de infecção em uma semana.

Em um comunicado divulgado neste sábado, a agência de saúde da Organização das Nações Unidas (ONU) afirmou que a Libéria passou 42 dias sem novos casos - o dobro do período máximo de incubação do vírus - desde o enterro do último paciente confirmado da doença.

A Libéria é um dos três países da África Ocidental que estão no centro de uma epidemia que a OMS definiu como "o maior, mais longo e mais complexo surto de Ebola desde que emergiu pela primeira vez em 1976". Guiné e Serra Leoa também têm sido duramente atingidos pela doença.

Mais de 11 mil pessoas morreram, incluindo casos confirmados do vírus e suspeitas da doença, nos três países, de acordo com estatísticas da OMS. A doença continua a se espalhar na Guiné e Serra Leoa, embora a um ritmo mais lento do que no pico do surto. 

Mais conteúdo sobre:
ebolaLibériaOMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.