OMS discute gripe suína e UE convoca reunião de emergência

Especialistas da Organização Mundial da Saúde se reúnem nesta segunda; reunião da UE deve ser na quinta

Agências internacionais,

27 Abril 2009 | 08h00

Uma comissão de especialistas da Organização Mundial da Saúde vai se reunir já nesta segunda-feira, 27, para discutir a gripe aviária. Na quinta-feira, 30, ministros da Saúde da UE também devem ter uma reunião de emergência. Os encontros foram marcados após a Espanha confirmar um primeiro caso de gripe suína na Europa - casos já foram confirmados no México, Estados Unidos, Canada e Espanha. A reunião desta segunda deve ser feita às 14 horas (11h no horário de Brasília).

 

Veja também: 

linkCom caso confirmado na Espanha, gripe suína chega à Europa

linkGoverno dos EUA declara emergência de saúde pública

lista Entenda a doença e saiba como ela é transmitida

mais imagens Galeria: Gripe suína

 

Nesta segunda, o governo espanhol disse ter diagnosticado um caso e que estudava outros 17 pacientes com sintomas similares. A França disse anteriormente que quatro casos suspeitos não foram confirmados. A UE também orientou que os europeus evitem viajar para locais onde há risco de transmissão da doença. Em Israel, dois casos da doença estão sendo investigados.

O Ministério da Indústria e Turismo da Espanha pediu calma, mas advertiu a população para evitar contato com turistas que recentemente chegaram de regiões afetadas. O governo da Republica Tcheca, que mantém a presidência rotativa da UE, disse em nota "considerar de suprema importância coordenar uma resposta da União Europeia ao surto da doença".

 

A Comissão Europeia pode oferecer ainda nesta segunda detalhes do plano de contingência da União Europeia e possíveis implicações sobre o comércio externo, viagens e turismo.

 

Texto ampliado às 9h33 para acréscimo de informações.

Mais conteúdo sobre:
UEgripe suínaemergência

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.