OMS eleva a 365 casos confirmados de gripe suína no mundo

De acordo com a entidade, o vírus influenza A H1N1 já infectou pessoas em 13 diferentes países até o momento

Agências Internacionais,

01 Maio 2009 | 17h50

A Organização Mundial de Saúde (OMS)  elevou de 331 para 365 o número de casos confirmados de gripe suína em todo o mundo até esta sexta-feira, 1. De acordo com a entidade, o vírus influenza A H1N1 já infectou pessoas em 13 diferentes países até o momento. O México apresenta 156 casos confirmados pela OMS, com 176 mortes. Os Estados Unidos parecem a seguir, com 143 casos confirmados e uma morte.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde 

 

Nos demais países onde a doença foi identificada não há registros de mortes. O Canadá tem 51 casos, seguido por Espanha, com 13, e Grã-Bretanha, com 11 e 642 casos suspeitos. Nova Zelândia tem três e Alemanha tem cinco casos cada; Israel tem dois; Áustria, Dinamarca, Holanda, Hong Kong e Suíça aparecem com um caso cada.

 

No Brasil, nota distribuída nesta tarde pelo Ministério da Saúde informa que subiu para sete o número de casos suspeitos de gripe suína no Brasil. Outros 41 pacientes estão sob monitoramento. Os novos casos suspeitos estão em São Paulo, Rio de Janeiro e Espírito Santo. Outros 17 casos foram descartados. Permanecem ainda como casos suspeitos três pacientes de Minas Gerais e um de São Paulo.

 

As cifras da OMS divergem razoavelmente daquelas informadas pelos governos dos países afetados. De acordo com a agência de notícias Reuters, que inlui dados da OMS e cifras informadas pelos governos, são 598 casos confirmados no mundo. Mais de 200 desses casos, no entanto, ainda não foram confirmados pela OMS.

 

México

 

"As medidas tomadas pretendem fazer com que o número de contágios na cidade não cresça exponencialmente", afirmou o prefeito da Cidade do México, Marcelo Ebrard. O prefeito assegurou que será necessário estudar o comportamento do vírus durante o fim de semana para confirmar se houve estabilização no surto da doença.

 

Já Córdova comemorou a comprovação de uma sensível queda no número de pessoas que procuraram hospitais para buscar assistência médica por causa da gripe suína. "São dados muito encorajadores. Isto é o que nos permite pensar que, por um lado, felizmente, o vírus não é tão agressivo como o da gripe aviária, cuja letalidade é de 70%", disse o secretário.

 

As equipes de saúde do governo mexicano visitaram ontem 86 famílias de pessoas que morreram com quadros sintomáticos suspeitos. Durante essas visitas, a gripe suína foi detectada em quatro pessoas, as quais passam atualmente por tratamento médico. Córdova explicou que serão analisadas hoje 500 amostras suspeitas em laboratórios especializados para comprovar ou descartar a presença do vírus. Por fim, comunicou que 36.240 medicamentos contra a gripe suína foram distribuídos ontem por todo o México.

 

Europa

 

Os primeiros caso da doença na França e na Dinamarca foram confirmados nesta sexta-feira. A notícia foi anunciada no país escandinavo pelo porta-voz do Conselho Nacional de Saúde, Vibeke Hansen. O anúncio acontece enquanto diversos países em todo o mundo estão adotando medidas de segurança após a OMS afirmar que uma pandemia global seria iminente.

 

Na França, a ministra da Saúde, Roselyne Bachelot, informou a confirmação dos dois primeiros casos de gripe suína em seu território. Ela disse que os pacientes são um homem de 49 anos e uma mulher de 24. Ambos retornaram recentemente de viagem ao México. A ministra informou que os dois estão internados em Paris e "passam bem". Ela revelou ainda que outro paciente "muito provavelmente" tem o vírus, mas o diagnóstico ainda não foi confirmado.

 

No Reino Unido, autoridades escocesas confirmaram que um funcionário do Serviço Nacional de Saúde NHS, em inglês) foi a primeira pessoa a ter um caso da doença no país. Greame Pacitti, de 24 anos, de Falkirk, contraiu o vírus depois de ter contato com os primeiros infectados do país, um casal de amigos que passou a lua de mel no México.

 

A Agência de Proteção da Saúde confirmou mais dois casos, em Merseyside e Gloucestershire. Um estudante de 7 anos foi o 11º caso, em Bristol. Uma carta do diretor da Downed School, Tamryn Savage, diz que a criança está em casa e bem.

  

Ásia

 

O chefe de governo de Hong Kong, Donald Tsang, afirmou que foi detectado um caso de gripe suína no território, o primeiro caso confirmado da doença na Ásia. Tsang afirmou que o paciente é um mexicano que apresentou febre depois de chegar a Hong Kong via Xangai, na quinta-feira.

 

Segundo Tsang, os testes feitos pelo Departamento de Saúde de Hong Kong e pela Universidade de Hong Kong confirmaram o diagnóstico. Tsang informou que o paciente foi isolado num hospital e está com quadro de saúde estável.

 

(Atualizado às 22h10)

 

 

 

Oficial

 

A OMS descartou convocar uma nova reunião de emergência, que poderia elevar para 6 o alerta global para doença, o que indicaria uma pandemia. O atual nível 5 indica um risco iminente de epidemia global. Além do México, Estados Unidos, Dinamarca, França e Hong Kong (China), foram registrados casos do influenza A no Canadá, Espanha, Reino Unido, Alemanha, Nova Zelândia, Israel, Suíça, Holanda e Áustria.

 

O órgão reiterou que não recomenda restringir as viagens regulares nem o fechamento de fronteiras, mas considera "oportuno que as pessoas doentes suspendam viagens internacionais e que aqueles que apresentem sintomas após uma viagem internacional busquem atendimento médico". Além disso, a OMS "assegurou que não há risco de infecção por comer porco bem cozido ou produtos provenientes deste animal".

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.