OMS envia estoques do Tamiflu para 72 países

Laboratório suíço Roche doou os estoques à agência da ONU há vários anos

REUTERS

05 Maio 2009 | 09h18

OMS confirma 1085 casos de gripe suína em 21 paísesGENEBRA - A Organização Mundial da Saúde anunciou na terça-feira o envio a 72 países, inclusive o México, de um estoque do antiviral Tamiflu suficiente para tratar 2,4 milhões de pacientes com a nova gripe H1N1. O laboratório suíço Roche doou os estoques à agência da ONU há vários anos, para que seja usado em uma possível pandemia de gripe.

 

Veja também

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da

"A OMS está despachando 2,4 milhões de tratamentos dos antivirais para os 72 países mais necessitados, inclusive o México", disse a porta-voz Fadela Chaib em Genebra. "Parte do estoque será despachada hoje (terça-feira)", acrescentou.

O embarque será feito pela Suíça, por Maryland (EUA) e por Dubai (Emirados Árabes Unidos).

A porta-voz disse ainda que a OMS vai reforçar seus estoques regionais nas suas seis regiões, para uso em países que eventualmente detectem a doença, também conhecida como gripe suína.

A Roche informou no sábado que havia recebido uma solicitação da OMS para acionar os seus chamados estoques de reação rápida, e que a empresa também estava aumentando a produção do Tamiflu, de eficácia comprovada contra a nova doença.

A GlaxoSmithKline, segundo maior laboratório farmacêutico do mundo, disse na sexta-feira que também está aumentando a produção do Relenza, um antiviral administrado por inalação. Tamiflu e Relenza têm como princípio ativo o oseltamivir.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.