OMS faz campanha de vacinação contra febre amarela na África

Iniciativa da organização, que cobrirá Benin, Libéria e Serra Leoa, é impedir epidemias nos centros urbanos

Reuters,

17 de novembro de 2009 | 15h13

Quase 12 milhões de africanos serão vacinados na próxima semana contra o vírus da febre amarela, que ainda é capaz de causar epidemias nos centros urbanos, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) na terça-feira, 17. A iniciativa cobrirá três países (Benin, Libéria e Serra Leoa), começará na segunda-feira e terá a duração de uma semana, afirmou a OMS em comunicado.

 

Veja também:

linkAntivirais podem evitar mortes por vírus H1N1, diz OMS

linkMais de 6 mil já morrem com gripe suína, informa OMS 

 

"A febre amarela é uma febre viral hemorrágica capaz de causar epidemias devastadoras, em especial nos centros urbanos", disse Rosamund Lewis, líder da iniciativa da OMS para a febre amarela. A imunização é a melhor forma de evitar a doença, que é difícil de diagnosticar nos estágios iniciais e para a qual não há tratamento específico.

 

A febre amarela infecta 206 mil pessoas por ano e mata cerca de 30 mil, principalmente nas partes tropicais da África e das Américas, onde nunca foi erradicada. "A febre amarela está reaparecendo em países que não registravam casos havia muitos anos", disse Rosamund Lewis, funcionária do escritório regional africano da OMS.

Tudo o que sabemos sobre:
OMSfebre amarelaAfricavacinacao

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.