OMS mantém nível máximo de alerta pandêmico para gripe A

Comitê suspendeu reunião em que deveria tratar de eventual mudança no status do vírus H1N1

Efe

20 Julho 2010 | 11h24

GENEBRA - O Comitê de Emergência da Organização Mundial da Saúde (OMS) mantém o nível máximo de alerta pandêmico pela gripe A (H1N1), após suspender a reunião na qual devia tratar de sua eventual modificação.

A confirmação foi feita em entrevista coletiva pelo porta-voz da OMS, Gregory Hartl, que explicou em entrevista coletiva que "o comitê não se reunirá nesta semana porque ainda está avaliando como o vírus se comporta durante o inverno do Hemisfério Sul".

"Estamos na fase 6; portanto, ainda em uma situação de pandemia", acrescentou Hartl, em relação ao máximo nível de uma escala que vai até 6.

A última reunião do comitê ocorreu em junho, e o status pandêmico seria revisado em meados de julho, data que, agora assinalou Hartl, é considerada "prematura".

O comitê de emergência assessora a diretora geral da OMS, Margaret Chan, a emitir resoluções. Pelas últimas estatísticas da OMS, o vírus da gripe suína causou a morte de 18.337 pessoas desde seu surgimento, em abril de 2009.

Mais conteúdo sobre:
vírus H1N1 gripe suína influenza A OMS

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.