Nasa/Divulgação
Nasa/Divulgação

Onda de energia ajuda a explicar temperatura na corona do Sol

Há tempos os cientistas tentam entender como a parte externa do astro pode ser mais quente que a superfície

estadão.com.br,

29 Julho 2011 | 11h11

SÃO PAULO - Cientistas do Centro Nacional Americano para Pesquisa Atmosférica (NCAR, na sigla em inglês) conseguiram mais um dado para ajudar a explicar porque a coroa do Sol, também chamada de corona, a parte mais externa do astro, é 20 vezes mais quente que a superfície.

De acordo com as observações feitas a partir do Observatório Dinâmico Solar, da Nasa, as oscilações magnéticas que carregam energia da superfície até a corona são mais intensas do que se imaginava. Estas ondas de energia, chamadas de Alfven, explicada pelos cientistas como uma mecanismo de transporte de energia a partir do campo magnético do Sol até sua parte mais externa, têm energia suficiente para aquecer a corona e transportar os ventos solares. Segundo o novo estudo, eles têm uma força superior a cem vezes o que havia sido previsto. As ondas podem ser vistas em imagens de alta resolução, que mostram as ondas ejetando material quente, estes jatos são chamados de espículas.

"As novas observações por satélite nos permite dar uma boa olhada, pela primeira vez, em como a energia e a massa se movem até a parte externa do Sol," disse Scott McIntosh, principal autor do estudo, publicado na revista Nature.

Agora que o poder das ondas Alfvén está mais claro, os cientistas querem entender como elas perdem energia, que são transferidas para o plasma, que é composto por um gás superaquecido e carregado eletricamente. Um modelo de computador deverá ser desenvolvido para tentar entender como as ondas e as espículas trabalham juntas no transporte de energia. A partir deste entendimento, os cientistas poderão compreender o ciclo solar e o seu impacto na Terra.

Mais conteúdo sobre:
Sol corona

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.