Orientação sexual volta a ser critério nos hemocentros

Os hemocentros do País não estão mais proibidos de questionar os doadores de sangue sobre sua orientação sexual. A desembargadora Federal Isabel Gallotti, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, concedeu liminar à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), derrubando, assim, o veto, mantido desde 27 de julho. A Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia comemorou a decisão. "Os exames sorológicos não são suficientes", diz Carlos Chiattone, presidente da SBHH.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.