Paciente com suspeita de coronavírus foge de isolamento em Belo Horizonte

Paciente com suspeita de coronavírus foge de isolamento em Belo Horizonte

Homem desapareceu no sábado após ser colocado em quarentena; primeiro exame deu negativo para covid-19

Leonardo Augusto, especial para O Estado de São Paulo

16 de março de 2020 | 13h22

BELO HORIZONTE - Um paciente com suspeita de ter contraído o coronavírus fugiu do isolamento em que foi colocado depois de ser atendido no fim de semana pelo hospital Mater Dei, da rede particular de Belo Horizonte. A Polícia Civil abriu investigação sobre a fuga. Em nota divulgada nesta segunda-feira, 16, o hospital disse que o exame do paciente deu negativo para coronavírus.

Ao ser atendido, por volta das 21h de sexta-feira, relatou ter voltado "do norte da Europa" no dia 6, segundo ocorrência registrada pela Polícia Militar. Disse ainda que sintomas semelhantes aos apresentados em caso de contágio pelo vírus surgiram no dia 9, piorando no dia 11. Somente na sexta, no entanto, se dirigiu ao hospital. A reportagem questionou se foi ou será realizada contraprova do exame e aguarda resposta.

Nas informações da ocorrência registrada pela PM, consta que o paciente foi colocado em isolamento e que na madrugada de sábado, 14, por volta da 1h30, foi constatado que havia desaparecido. Ao informar na manhã de segunda a instauração de procedimento para investigar a "conduta do paciente", a Polícia Civil relatou que "todas as autoridades sanitárias já foram informadas, conforme o próprio histórico do boletim de ocorrências".

A rede Mater Dei, em Belo Horizonte, é uma das maiores da cidade. Minas Gerais tem até o momento quatro casos confirmados de coronavírus, todos no interior: um em Divinópolis, no Centro-Oeste, um em Juiz de Fora, na Zona da Mata, um em Patrocínio, no Alto Paranaíba, e um em Ipatinga, todos com histórico de viagem à Europa.

Na nota que anuncia o resultado negativo para o exame do paciente, o hospital Mater Dei não informa como a fuga ocorreu, se havia vigilância e como aconteceu a passagem do paciente pelo controle de saída do hospital. O texto diz que a instituição está em contato com o paciente e que "a Rede Mater Dei de Saúde adota os procedimentos recomendados pelas autoridades públicas de saúde", e que "possui protocolos específicos para os atendimentos aos casos suspeitos da doença", e que "todas as medidas necessárias são tomadas para o enfrentamento do Covid-19".

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.