ALEX SILVA/ESTADAO
ALEX SILVA/ESTADAO

Paciente do Espírito Santo com coronavírus foge do isolamento

Segundo a prefeitura, o paciente veio da Inglaterra, ficou isolado na casa da mãe, mas por conta própria viajou para São Paulo alegando que não tinha nada

Matheus Brum, Especial para o Estado

13 de março de 2020 | 21h18

VITÓRIA - Um paciente diagnosticado com coronavírus, que deixou a Inglaterra rumo a Vila Velha, no Espírito Santo, viajou sem liberação da equipe de Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal de Saúde da cidade, em direção a São Paulo. A equipe do município estava monitorando o homem, quando, na manhã desta sexta-feira, 13, percebeu que ele saiu do isolamento por conta própria.

“Ele já foi localizado pela Polícia Federal e encontra-se em isolamento num hotel da capital paulista e tem viagem agendada para Londres para o dia 16 (segunda-feira), porém está aguardando a liberação para viajar e sair do isolamento”, informou a prefeitura, por nota. 

Ainda segundo a prefeitura, o paciente alegou que a “fuga” foi “por achar que não tinha nada, após obter informação do resultado negativo para Influenza", segundo ele, pelo Hospital Antônio Bezerra de Faria, onde recebeu atendimento após consulta no Pronto Atendimento da Glória, que fica no centro da cidade.

Enquanto esteve em Vila Velha, o homem ficou na casa da mãe, cujo bairro não foi divulgado pela prefeitura. Na residência, de acordo com informações da Vigilância Epidemiológica, ele permaneceu de máscara, isolado em um cômodo. No último contato que teve com a equipe, o homem tinha um quadro de tosse.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

Na casa onde estava, além da mãe, a irmã e o cunhado tiveram contato com o paciente. Os dois últimos, segundo a secretaria, apresentaram sintomas como tosse, dor de garganta, coriza, mialgia, fraqueza, espirro e calafrio e foram submetidos ao isolamento domiciliar. A mãe permanece sem sintomas.

Uma segunda irmã também segue assintomática e dos outros quatro sobrinhos, apenas um apresenta sintomas de mialgia, febre e tosse, manifestados antes mesmo da chegada do tio da Inglaterra. A prefeitura segue acompanhando o caso. 

Na tarde desta sexta, o governador Renato Casagrande e o secretário estadual de saúde, Nésio Fernandes, concederam uma entrevista coletiva e falaram sobre esta situação. Para o secretário da pasta, medidas judiciais podem ser tomadas contra pacientes que abandonarem o isolamento por conta própria. 

“Se o paciente é notificado pelo coronavírus, ele concorda que vai fazer o isolamento no período. Se não cumprir, denunciamos o caso a forças policiais e ao Ministério Público e podem ser tomadas medidas que obrigam ele ao isolamento”, afirmou Nésio.

Situação do coronavírus no Espírito Santo

Este é o segundo caso da doença confirmada no estado. A primeira foi uma mulher, de 37 anos, também moradora de Vila Velha, que contraiu a doença em uma viagem à Itália. Ela passou por isolamento, mas foi liberada na última terça-feira, 10.

Ao todo, 39 casos de coronavírus estão sendo investigados no Estado, 48 foram descartados e nove estão sob avaliação. Não há registro de transmissão local da doença. Por isso, nenhum grande evento será cancelado ou adiado. O governo ainda garantiu a construção e adaptação de cerca de 130 leitos em hospitais da Serra e Vila Velha, para ajudarem no combate ao vírus. “Precisamos tranquilizar a população e deixar claro que não há nenhuma demanda emergencial”, finalizou o secretário de saúde.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.