Fabio Bucciarelli/The New York Times
Fabio Bucciarelli/The New York Times

Pacientes graves de covid-19 podem transmitir vírus por até 3 semanas, diz líder técnica da OMS

Estudos preliminares mostram que doentes graves passam o vírus por mais tempo, em comparação com pessoas com a forma leve ou moderada

Mílibi Arruda, O Estado de S.Paulo

29 de julho de 2020 | 14h23

A líder técnica da resposta ao coronavírus da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, disse nesta quarta-feira, 29, que pessoas que apresentam o quadro grave da covid-19 podem transmitir o vírus por até três semanas após início dos sintomas, enquanto esse período para pacientes com a forma leve ou moderada é de até nove dias.

“Estamos usando essa informação para saber por quanto tempo alguém precisa ser isolado, para prevenir a transmissão para outros”, afirmou Maria durante live de perguntas e respostas da OMS para o público geral.

Ela aponta que, embora pacientes que apresentam a forma severa da doença transmitam por mais tempo, eles já estão nos hospitais e isolados. 

Apresentados por laboratórios parceiros da organização, os dados desses estudos ainda são limitados. A pesquisa referente aos casos graves está em pré-print - ou seja, não foi revisada por pares. 

Segundo a líder técnica, também é importante ter conhecimento desse período porque mesmo o teste PCR  - coletado por cotonete no nariz e garganta - pode dar positivo por um longo período de tempo. “Mas isso não significa, necessariamente, que essas pessoas estão infecciosas, que podem transmitir o vírus para outros”, explicou.

Maria reiterou que a OMS recomenda isolamento de todos os casos como forma de diminuir o contágio pelo coronavírus. "É importante que todos os casos sejam identificados, mesmo os assintomáticos, porque eles também podem transmitir".

Quando é seguro que pessoas com covid-19 saiam do isolamento?

A primeira recomendação da organização quanto às pessoas que testaram positivo para a doença era refazer o teste duas vezes, com o período mínimo de 24h entre eles. Caso os dois resultados fossem negativos, estava confirmado que não havia mais transmissão.

O direcionamento atual da OMS não demanda testes. É indicado que pacientes sintomáticos sejam isolados por pelo menos dez dias após a identificação dos sintomas e por mais três dias adicionais depois do fim deles. Para assintomáticos, são dez dias de isolamento após o teste positivo para Sars-CoV-2.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.