Twitter/ Eduardo Paes
Twitter/ Eduardo Paes

Paes e Doria assinam termo de cooperação com Butantã para aquisição da vacina contra covid-19

Prefeito eleito do Rio de Janeiro promete para o dia 28 um novo plano para enfrentamento da doença

Renata Okumura, O Estado de S.Paulo

20 de dezembro de 2020 | 11h25

SÃO PAULO - O prefeito eleito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (DEM), afirmou que se reuniu com o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), no sábado, 19, na capital carioca para assinar o termo de cooperação com o Instituto Butantã para a aquisição da vacina contra a covid-19.

Durante a madrugada deste domingo, 20, Paes postou nas redes sociais que ambos entendem que o ideal é ter uma plano nacional de vacinação. "Aquilo que pretendemos seguir." Nas redes sociais, Doria também falou sobre a formalização da parceria nesta sábado. Divulgou vídeo e defendeu que "O Brasil tem pressa para salvar vidas." 

"Esperamos todos no fim do mês de janeiro já estar com grupos e vacinando as pessoas. Até lá, respeitando as regras, com algum isolamento e uso de máscara", completou Paes.

O prefeito eleito do Rio disse ainda que está preparando a rede de saúde da cidade para que "ela possa atender os cariocas" com a maior agilidade possível e sem riscos. No próximo dia 28, o prefeito eleito promete apresentar de "forma detalhada" o plano do Rio de enfrentamento à doença.

Além do acordo com o Instituto Butantã, que desenvolve o imunizante em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, Paes afirmou que está em contato com diferentes laboratórios para superar esse difícil momento. O Butantã deve pedir autorização de uso emergencial da Coronavac à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) na próxima quarta-feira, 23.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.