Tiago Queiroz/Estadão
Tiago Queiroz/Estadão

País registra 541 casos de febre amarela em 2018, com 163 mortes

Minas é o Estado com maior número de ocorrências, seguido de SP e Rio; adesão da população às campanhas de vacinação é baixa

Lígia Formenti, O Estado de S.Paulo

21 Fevereiro 2018 | 19h16
Atualizado 22 Fevereiro 2018 | 12h40

BRASÍLIA - O Brasil registrou neste ano 541 casos de febre amarela, com 163 mortes. O maior número de notificações está em Minas Gerais, Estado que há dez anos foi incluído na região de recomendação de vacina, mas, apesar disso, ainda apresenta uma grande parte da população desprotegida contra doença.

+++ Guarulhos registra 1º caso de febre amarela contraído na cidade

Cidades mineiras contabilizaram 264 ocorrências, com 77 óbitos. Em seguida está São Paulo, com 208 casos e 57 mortes. Já o Rio de Janeiro tem 72 pacientes com a infecção confirmada e 29 mortes.

+++ Valinhos tem primeira morte por febre amarela e amplia vacinação

Apesar do avanço da doença, ainda é baixa a adesão da população às campanhas de vacinação. Dados preliminares mostram que apenas 25,2% do público alvo foi imunizado em Rio e São Paulo, Estados que iniciaram dia 25 um esforço para vacinar população em áreas consideradas vulneráveis à doença. Bahia iniciou a campanha em oito municípios nesta segunda-feira, 19. A recomendação é de que os três Estados mantenham a campanha até que a cobertura ideal seja atingida.

+++ Primeiras mortes por febre amarela são confirmadas em Bragança Paulista

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.