Michael Duff/AP<br>
Michael Duff/AP<br>

Países não registram todos os contaminados por Ebola, diz OMS

Segundo relatório ao qual o ‘Estado’ teve acesso, transmissão é 'generalizada', principalmente na Libéria, país mais atingido por vírus

Jamil Chade, Correspondente de O Estado de S. Paulo

16 Outubro 2014 | 03h00

GENEBRA - Centenas de pessoas estão contaminadas pelo Ebola na África sem serem registradas pelos governos. Um informe da Organização Mundial da Saúde (OMS) obtido pelo Estado revela que, principalmente na Libéria, os casos de pessoas que não são nem atendidas nem testadas são “generalizados”.

“Está claro que a situação na Guiné, Libéria e Serra Leoa está se deteriorando, com transmissão generalizada e persistente”, alertou o documento, que tem a data de ontem.

Oficialmente, 8,9 mil pessoas foram até agora contaminadas pela doença, com 4,4 mil mortes. Mas o documento revela como laboratórios não estão nem sequer conseguindo compilar todos os dados que recebem.

No total, os laboratórios da região conseguem realizar menos de mil testes de amostras de sangue por dia. Isso para atender uma área com 20 milhões de habitantes e que também sofre com outras doenças.

Outra preocupação da OMS é com o número de profissionais da saúde afetados pela doença. Até agora, foram 427, com 236 mortes. “A OMS está realizando uma ampla investigação”, constatou o documento.

Mais conteúdo sobre:
Ebola África Saúde

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.