Palavra do especialista

Antidepressivos para ansiedade causam dependência? E os calmantes? Nem sempre a ansiedade é uma doença e precisa de medicação. A ansiedade é parte de nossas vidas, servindo como um fator de motivação (por exemplo, um aluno que fica preocupado com uma prova e se prepara melhor). Algumas vezes, entretanto, a ansiedade pode ser desproporcional à causa ou mesmo ocorrer sem causa evidente. Nestes casos, falamos de transtornos de ansiedade, alguns dos quais respondem favoravelmente a medicamentos antidepressivos. Diferente dos ansiolíticos (popularmente chamados de "calmantes") mais utilizados, os antidepressivos não têm potencial para provocar dependência, uma vez que não trazem efeitos a curto prazo. Eles provocam uma melhora de sintomas depressivos ou ansiosos dentro de alguns dias ou semanas, produzindo uma estabilidade a longo prazo. Os ansiolíticos, por sua vez, podem ser importantes em um controle de curto prazo - trazendo um alívio mais rápido -, mas não impedem que os sintomas de ansiedade retornem após algumas horas e têm potencial de provocar dependência. O médico deve discutir com o paciente as possibilidades de tratamento e prescrever os medicamentos mais adequados para cada caso. * Psiquiatra do Programa Álcool e Drogas (PAD) do Hospital Israelita Albert Einstein de São Paulo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.