Facebook/Reprodução
Facebook/Reprodução

Para manter médico, prefeito do RS convida cubano para ser secretário

Chapada (RS) tem três médicos e não atraiu nenhum candidato em concurso para o cargo; cubano estuda aceitar proposta

Lucas Rivas, especial para O Estado de S. Paulo

16 Novembro 2018 | 22h51

PORTO ALEGRE - Pelas redes sociais, o prefeito de Chapada (RS), Carlos Alzenir Catto (PDT), convidou o médico cubano Richel Colazzo para ser o secretário de Saúde do município. A decisão foi tomada na quarta-feira, 14, após o Ministério da Saúde de Cuba requerer o retorno de todos os profissionais que atuam no Brasil pelo programa Mais Médicos.

Colazzo, de 36 anos, trabalha há quatro anos em um posto de saúde de Chapada, município de cerca de 9,3 mil habitantes do norte do Rio Grande do Sul. Em entrevista ao site G1, o prefeito afirmou que a cidade tem apenas três médicos, dos quais o cubano é o único vinculado ao Mais Médicos. "(Ele) está muito bem inserido na comunidade. O pessoal tem gostado do atendimento", declarou.

O município enfrenta dificuldades para contratar médicos. Em 2018, ninguém se candidatou para um concurso público que oferecia vagas com salário de cerca de R$ 11 mil. No fim de outubro, o prefeito chegou a viajar à Brasília para solicitar o envio de profissionais de saúde pelo Mais Médicos. 

Em entrevista à Rádio Gaúcha, Colazzo disse que estuda aceitar a proposta. "Se eu não conseguir ficar como médico, vou aceitar", declarou. "Pra mim, foi uma notícia muito ruim (o fim do convênio). Eu ainda estou processando tudo isso. Bateu de frente com todos os planos que nós tínhamos construído."

Segundo o médico, um salário em Cuba como profissional do sistema de saúde pública é o equivalente a R$ 300. "Ninguém vem de Cuba para cá enganado. Todo mundo sabe o que vai ganhar e a parte com a qual o governo vai ficar." Ele é casado desde 2016 com a brasileira Graciela Luísa Frühauf, que é estudante de Administração.

"Prefeito Municipal, Carlos Alzenir Catto, tomando conhecimento da Declaração emitida pelo Ministério da Saúde de Cuba, no dia de hoje, 14 de novembro - que solicita o retorno dos médicos ao seu país de origem - convidou o Dr. Richel Collazo, médico cubano atuando no Município de Chapada a assumir a Secretaria Municipal da Saúde, acreditando na capacidade e no profissionalismo já demonstrado pelo médico em nosso município", diz publicação da Prefeitura no Facebook.

Até as 22 horas de sexta-feira, 16, a publicação teve 392 curtidas e 75 compartilhamentos. A maioria dos comentários é de aprovação. "Várias vezes levei meus familiares à unidade de saúde atendida pelo Richel e várias vezes comentei que estava impressionada com a agilidade, a preocupação, a responsabilidade com que atendia os pacientes", escreveu uma moradora da região. "Parabéns, uns dos melhores médicos que nós já tivemos aqui, no nosso município", escreveu outro morador.

Além de Colazzo, outros 624 médicos cubanos atuam em mais de 380 municípios gaúchos. Hoje, no Brasil, o Mais Médicos conta com mais de 18 mil vagas, sendo mais de 8,5 mil preenchidas por cubanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.