Paraná inicia vacinação de profissionais da Educação contra H1N1

Objetivo é imunizar 60 mil profissionais que atuam em instituições de ensino públicas e privadas

Evandro Fadel, de O Estado de S.PAULO

14 Junho 2010 | 15h28

CURITIBA - O Paraná inicia nesta segunda-feira, 14, mais uma etapa de vacinação contra o vírus influenza A (H1N1), a gripe suína, desta vez com o objetivo de imunizar pelo menos 60 mil profissionais que atuam em instituições de ensino públicas e privadas.

 

De acordo com o secretário de Estado da Saúde, Carlos Moreira Júnior, há 100 mil doses destinadas à categoria. Até agora, o Paraná conseguiu imunizar 5,2 milhões de pessoas dentro dos parâmetros estabelecidos pelo Ministério da Saúde. Segundo o secretário, entre os professores e funcionários administrativos de escolas, muitos já foram vacinados por pertencerem a outros grupos, como os jovens de 20 a 39 anos.

 

A Secretaria da Saúde informou que os profissionais devem levar aos postos de vacinação uma declaração da instituição atestando o vínculo empregatício ou a carteira de trabalho. Além dessa nova etapa, o Paraná se mobiliza para a segunda dose da vacina para crianças. "Os pais que forem levar seus filhos para tomar a segunda dose da vacina contra a nova gripe podem aproveitar para imunizar os filhos contra a poliomielite e vice-versa", disse o secretário.

 

O último boletim divulgado pela secretaria aponta a morte de 12 pessoas vítimas da gripe suína este ano no Estado. O Paraná teve 4.838 casos notificados, com confirmação de 1.325.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.