Passageiro simula ter Ebola e causa pânico em voo comercial

Homem disse que havia visitado a África e tinha febre, mas depois confessou que alarme não passava de uma brincadeira

O Estado de S. Paulo

08 Outubro 2014 | 22h04

Um passageiro não identificado de uma voo comercial que viajava dos Estados Unidos ao Aeroporto Internacional Punta Cana, no leste da República Dominicana, causou alarme dentro da aeronave ao gritar que tinha ido à África e que estava com febre.

Segundo os responsáveis pelo aeroporto, o viajante começou a espirrar antes da aterrissagem e a exclamar: "Venho da África!", causando alarme geral entre os passageiros e a tripulação.

No momento de aterrissar, o piloto da aeronave avisou sobre a situação às autoridades do terminal, que adotaram de imediato as medidas necessárias ante um possível caso de Ebola.

"Já em terra, a revisão do passaporte do indivíduo permitiu comprovar que não era verdade que ele tivesse visitado a África antes de viajar à República Dominicana, além de ficar comprovado que também não tinha febre", assegurou um breve comunicado enviado pelos responsáveis pelo aeroporto de Punta Cana.

O documento assegurou que o próprio passageiro confessou que sua atitude era uma brincadeira, ainda que não tenha explicado o motivo.

"Alguns passageiros assustados chegaram a divulgar a situação pelas redes sociais sem medir o efeito que isto poderia ter para o país", completou o informe, que não identificou o passageiro ou sua nacionalidade, nem se foi detido por causar alarme público.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.