Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Pazuello deve ir ao Amazonas na próxima semana; Estado revive pesadelo pela covid-19

A viagem foi anunciada pelo governador Wilson Lima

Mateus Vargas, O Estado de S.Paulo

06 de janeiro de 2021 | 20h48

BRASÍLIA - O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, deve ir ao Amazonas na próxima segunda-feira, 11. O Estado registra aumento de internações e mortes pela covid-19 e tem leitos lotados. A viagem foi anunciada pelo governador Wilson Lima (PSC).

“O problema é muito grave por conta da pandemia. Estamos chegando ao nosso limite e vim fazer um apelo ao ministro para que aumente o socorro para o Amazonas”, disse Lima após reunião com Pazuello, em Brasília, nesta quarta-feira, 5.

Segundo o governador, não há mais vagas disponíveis na rede privada de Manaus, capital do Estado. A ideia é abrir 75 leitos de UTI e 120 clínicos até o dia 13 deste mês, quando autoridades locais esperam novo pico da doença após as festas de fim de ano.

Lima afirma que o ministério se comprometeu a enviar respiradores e custear a contratação de equipes de saúde para estes espaços. O governador disse que a rede própria do SUS será ampliada, pois não há tempo para construção de hospitais de campanha.

Nesta semana, o comércio foi fechado no Estado por decisão da Justiça. Nos últimos 14 dias a média de mortes subiu 66%. Lima disse ao Estadão que não há “margem” para novas restrições de circulação da população. “Senão vai ter gente passando fome.” A população chegou a protestar e pressionar o governo a recuar do fechamento do comércio, no fim de dezembro. "Muita gente acabou relaxando, pensando que estava tudo 'ok'. Mas o clima agora é diferente. Não há clima para novas manifestações", disse Lima.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.