PE libera 11 de 43 registros de médicos estrangeiros

O restante deverá ser liberado ao longo desta semana, de acordo com a presidente do Cremepe

ANGELA LACERDA, Agência Estado

23 de setembro de 2013 | 14h44

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) liberou nesta segunda-feira, 23, o registro provisório de 11 médicos estrangeiros ou brasileiros formados no exterior que participam do programa federal Mais Médicos. O Ministério da Saúde solicitou um total de 43 no Estado. O restante deverá ser liberado ao longo desta semana, de acordo com a presidente do conselho, Helena Carneiro Leão.

Para o presidente do Conselho Federal de Medicina (CFM), Roberto D'ávila, "não houve recuo" em relação à resistência e às críticas ao programa federal. "Apenas seguimos decisão judicial", afirmou. "Somos braço do Estado, mas não somos governo."

D'ávila disse que a Advocacia-Geral da União (AGU) concordou em atender a exigência do conselho federal de saber quem serão os tutores e supervisores dos médicos e onde eles irão trabalhar, a fim de poder acompanhar e fiscalizar sua atuação. A expectativa é de receber estas informações em 15 dias. Caso contrário, a Justiça será acionada.

O presidente do CFM disse que o programa tem "caráter eleitoreiro e populista" e que o governo federal "quer que se acredite que o caos, o descaso e o abandono do SUS nos últimos dez anos serão resolvidos com a vinda dos estrangeiros".

Tudo o que sabemos sobre:
Mais MédicosPernambucoregistros

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.