Pepino com variante da E. coli é encontrado em lixo de família alemã

'Não está claro e nunca saberemos com total segurança como a E. coli chegou até aqui', informou o Ministério da Saúde

Efe

08 Junho 2011 | 13h07

BERLIM - Um pepino com restos da agressiva variante da bactéria E. coli, que matou 25 pessoas na Alemanha, foi encontrada no lixo de uma família contaminada da Saxônia-Anhalt, segundo informou nesta quarta-feira o Ministério da Saúde do estado.

 

Veja também:

som UE reconhece que sistema de alerta para alimentos perigosos não funciona

forum Especialista: 'Ainda não se sabe por que essa cepa prefere adultos jovens'

videoSaiba como se prevenir contra a bactéria E. coli

especialSaiba mais sobre causas e prevenção da infecção intestinal na Alemanha

 

O porta-voz ministerial Holger Paech não precisou o país de origem do pepino contaminado e acrescentou que os demais restos biológicos do lixo estão sendo analisados, assim como os alimentos à venda nos supermercados onde a família faz compras habitualmente.

 

"Não está claro e nunca saberemos com total segurança como a E. coli chegou até aqui", disse Paech.

 

O porta-voz acrescentou que nenhuma das análises feitas após essa descoberta deu positivo e assinalou a possibilidade de a E. coli ter chegado ao lixo depois de a família ter sido contaminada.

 

A família, que teve seus três membros afetados, não tem nenhum contato com o norte da Alemanha, onde está a maioria dos casos, e reside em Magdeburgo, a capital da Saxônia-Anhalt, uma região onde até o momento só se sabe sobre 32 pessoas contaminadas.

 

Os pais, ambos de 50 anos, estão contaminados em menor grau, enquanto a filha padece da Síndrome Hemolítico-Urêmica (SHU), a forma mais grave de contaminação.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.