Zoltan Balogh/ EFE
Zoltan Balogh/ EFE

Perguntas e respostas: como fazer exercícios físicos durante a quarentena

Academias estão entre os estabelecimentos que fecharam durante o isolamento social adotado por causa do coronavírus

Paula Felix, O Estado de S.Paulo

01 de abril de 2020 | 05h00

Academias estão entre os estabelecimentos que fecharam durante o período de isolamento social adotado por causa da covid-19. Pessoas que tinham o hábito de se exercitar ou que querem começar a malhar têm aplicativos à disposição, mas algumas gostariam de se exercitar ao ar livre. O Ministério da Saúde diz que a prática pode ser feita, mas com o cuidado de evitar aglomerações.

Especialistas avaliam que é melhor esperar e manter as regras de isolamento, tendo em vista que, em uma das saídas, a pessoa pode se infectar com o vírus – seja por contato com superfícies ou com pacientes infectados.

O Estado levantou dúvidas com base em questões enviadas por leitores do grupo EstadãoInforma: Coronavírus, espaço para discussão e troca de informações sobre a pandemia criado pelo jornal no Facebook. As respostas têm como base entrevistas com Ligia Brito, clínico-geral e infectologista do Hospital Edmundo Vasconcelos; Edson Santiago, fisioterapeuta esportivo e pesquisador da dor pela Santa Casa de Misericórdia de São Paulo; Ricardo Eid, médico especialista em Medicina do Esporte e Exercício do Hospital Alemão Oswaldo Cruz; e também reportagens do Estado. O grupo é um espaço para discussão e troca de informações sobre a pandemia na rede social. Qualquer usuário pode se inscrever e enviar suas dúvidas.

Posso fazer exercícios ao ar livre?

A recomendação dos especialistas é evitar as atividades físicas na rua e optar por se exercitar em casa. Na rua, corre-se o risco de ter contato com pessoas doentes ou encostar em superfícies infectadas. Além disso, a prática pode incentivar outras pessoas a adotarem o hábito, favorecendo a formação de aglomerações.

 

Posso usar as áreas abertas do condomínio para fazer os exercícios?

Isso vai depender das regras do local, mas a maioria dos condomínios fechou quadras e áreas comuns.

 

Posso usar as escadas do prédio como exercício?

Subir escadas é um bom exercício e ajuda a evitar a aglomeração do elevador. No entanto, é atividade que não costuma ser feita pela maioria das pessoas. Dessa forma, pode sair dos padrões de esforço aos quais a pessoa está habituada. Outro ponto a ser avaliado é a falta de ventilação que as escadas costumam ter, além da necessidade de usar o corrimão, que pode ser fonte de infecção.

 

Quais exercícios podem ser feitos em casa?  

Pular corda, polichinelo, abdominais, agachamento são algumas opções. Sacos de 1 quilo arroz ou feijão podem ser usados como peso. Também se pode utilizar treinos de aplicativos ou os que foram ofertados por academias durante o período de isolamento.

 

Como os apps de exercício podem ajudar?

Essas plataformas oferecem diferentes modalidades e intensidades. A orientação é buscar a que mais se adapta ao seu perfil e, mesmo que você já treine, experimentar os níveis mais básicos ao começar a utilizá-la. Caso tenha um personal trainer, peça orientações a ele.

 

Costumava me exercitar ao passear com o cachorro. Posso continuar fazendo?

Você pode sair com seu cachorro, mas o ideal é tomar os cuidados de não entrar em elevadores cheios, evitar locais com aglomerações e não tocar em superfícies nem no próprio rosto. Ao voltar para casa, higienize suas mãos, assim como as patas do seu animal, pois elas podem ter entrado em contato com pisos infectados. 

Posso andar de bicicleta?

O ideal é evitar as atividades fora de casa. Se for andar, só com a sua bicicleta e evite o contato com outras pessoas e com as diversas superfícies.

 

Sou sedentário, posso começar a fazer atividade física?

Se você não tiver problemas cardiovasculares ou outras doenças que interfiram na prática, pode ser um bom momento para começar a se exercitar. Os exercícios físicos podem ajudar a manter a saúde emocional, contribuem para a imunidade e ajudam a manter o peso. Quem está começando pode fazer três séries de dez repetições do exercício escolhido, como abdominais e agachamentos.

 

Tenho doença crônica, como hipertensão, colesterol alto e diabete, e praticava exercícios para ajudar a manter as taxas controladas. Há risco em interromper a prática?

O ideal é continuar. Ao parar, o paciente pode perder o benefício. Pacientes com diabete, por exemplo, podem precisar dosar a taxa de glicose mais vezes para ver se está correta ou não e como o corpo está reagindo à mudança.

 

O que devo fazer se sentir dores após a prática de atividades físicas em casa?

Pode fazer uma massagem no local e colocar gelo, mas é importante moderar ou interromper a atividade, caso sinta dor ou desconforto. Se a dor persistir, o ideal é interromper a prática e buscar outra modalidade.

 

Sou idoso. Posso me exercitar em casa?

Pode e deve. Os idosos precisam estar com a musculatura fortalecida para evitar quedas e lesões. Fazer exercícios moderados de sentar e levantar e caminhadas dentro de casa são práticas que devem ser incentivadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.