Pixabay
Pixabay

Pernambuco confirma morte de jovem de 15 anos por covid-19

Vítima mais jovem do Estado tinha problemas neurológicos; governo local prevê escalada de casos nos próximos dias

Felipe Resk, O Estado de S.Paulo

06 de abril de 2020 | 17h59

RECIFE - A Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco confirmou nesta segunda-feira, 6, a morte de um adolescente de 15 anos pelo novo coronavírus. O jovem é a vítima mais nova registrada em Pernambuco, que já contabiliza 223 diagnósticos confirmados e 30 óbitos por covid-19, de acordo com boletim mais recente. Na análise do governo, o Estado caminha para a fase de “aceleração descontrolada” da doença.

Segundo a pasta, o adolescente morava em São Lourenço da Mata, cidade localizada no Grande Recife, e apresentava problemas neurológicos. Ele havia dado entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do município apresentando sintomas de febre, tosse e dispneia.

Ele teve a morte confirmada no dia 27 de março e chegou a fazer um teste anteriormente, com resultado inconclusivo para convid-19. Um novo exame laboratorial, no entanto, confirmou o diagnóstico do novo coronavírus neste domingo, 5.

“A gente lamenta muito o falecimento desse adolescente de 15 anos”, afirmou o secretário estadual de Saúde, André Longo. “Ele tinha problemas neurológicos, problemas de saúde recorrentes, anteriores, e teve uma complicação respiratória que provavelmente foi agudizada com a presença do vírus.” 

Com escalada recente de casos, a gestão Paulo Câmara (PSB) avalia que Pernambuco deve entrar nos próximos dias na fase de “aceleração descontrolada”, quando número de casos se multiplica em pouco tempo. Já a previsão de achatamento da curva de casos é no fim do mês de maio. Entre as medidas para tentar conter a pandemia, o governo chegou a mandar fechar, por decreto, parques e praias estaduais.

“Serão dois meses duríssimos para a saúde pública de Pernambuco e para a sociedade”, disse Longo. “Mas certamente essa curva seria muito pior se não tivéssemos adotados as medidas de isolamento social.”

Nas últimas 24 horas, Pernambuco constatou mais 22 casos da doença: oito homens e 14 mulheres, com idades entre 15 e 92 anos. Considerando o total de diagnóstico, já há 17 cidades com infecções confirmadas, entre elas Recife, Olinda, Caruaru e Petrolina, além de Fernando de Noronha.

Houve, ainda, nove mortes a mais - sendo dois homens e sete mulheres. Segundo a secretaria de Saúde, cinco vítimas tinham menos de 60 anos.

A estatística de óbitos inclui o caso da fisioterapeuta Viviane Albuquerque, de 33 anos, que estava na 31ª semana de gestação e precisou passar por cirurgia cesariana de emergência em um hospital privado. O bebê está em estado grave, mas estável na UTI.

Também houve registro de mortes de profissionais da área da saúde. No sábado, 4, foi confirmado óbito das técnicas de enfermagem Betania Ramos, de 55 anos, e Ana Cristina Tomé, de 52, que trabalhavam no Hospital Getúlio Vargas, na zona oeste da capital. Uma das funcionárias estava de férias, segundo o governo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.