Divulgação
Divulgação

Pernambuco e Mato Grosso anunciam restrições noturnas contra o coronavírus

Novas medidas restritivas serão válidas a partir da próxima quarta-feira, 3

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de março de 2021 | 00h19

Diante do aumento no número de internados em Unidades de Terapia Intensiva (UTI) e mortes por covid-19, os governos de Pernambuco e Mato Grosso anunciaram novas medidas restritivas para evitar o colapso no sistema de saúde. As restrições serão válidas a partir da próxima quarta-feira, 3.

O governador do Estado de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), anunciou que as atividades não essenciais estão proibidas das 20h às 05h. Durante os finais de semana, somente serviços essenciais - como farmácias, padarias e postos de gasolina -  poderão funcionar. Clubes sociais, praias e parques estão vetados e restaurantes podem operar somente por delivery. As medidas serão válidas por 14 dias, até 17 de março.

Nas praias, a população poderá realizar práticas esportivas individuais durante o fim de semana. Câmara ainda afirmou que a partir desta terça-feira, 3, o Hospital Agamenon Magalhães, no Recife, vai contar com mais 18 leitos de UTI e deve chegar ao total de 50 até o final da semana. O Estado conta com 93% de ocupação em leitos de terapia intensiva.

No Estado do Mato Grosso, todas as atividades econômicas não essenciais devem parar das 19h às 5h. Aos sábados e domingos, a proibição será após o meio-dia. O governo decretou toque de recolher a partir das 21h.

Estão autorizados serviços de entrega por delivery até às 23h, eventos dentro do horário permitido respeitando o limite de 30% da capacidade do local e número máximo de 50 pessoas. As medidas valem até 18 de março.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.