Peru destruirá mais de 15 toneladas de remédios adulterados e ilegais

Medicamentos falsificados, adulterados e vencidos foram apreendidos em operações desde 2008

Reuters,

05 de agosto de 2010 | 17h06

Fotos: Mariana Bazo/Reuters

 

LIMA - O governo peruano destruirá mais de 15 toneladas de remédios falsificados, adulterados (com rótulos modificados ou apagados), sem registro sanitário e vencidos que foram apreendidos desde 2008 em 300 operações da Direção Geral de Medicamentos, Insumos e Drogas, segundo o Ministério da Saúde do país.

 

 

As farmácias que venderem sem receita medicamentos de uso restrito serão multadas em mais de R$ 20 mil.

 

 

A América Latina ocupa o segundo lugar em crimes envolvendo remédios, atrás apenas da Ásia, de acordo com o Instituto de Segurança Farmacêutica dos Estados Unidos.

Tudo o que sabemos sobre:
Perumedicamentos falsificados

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.