Pesquisadores criam método para transportar material genético

Técnica consegue encapsular material genético em discos e liberá-lo diretamente no núcleo das células humanas

Efe,

10 Janeiro 2011 | 15h13

Um grupo de pesquisadores espanhóis conseguiu encapsular material genético em discos e liberá-lo diretamente no núcleo das células humanas, uma nova técnica para combater doenças.

 

Em comunicado, a Universidade Autônoma de Barcelona (UAB) informou nesta segunda-feira que os discos criados para transportar o material genético atravessam rapidamente a membrana celular e se concentram no núcleo, o que significa uma maior eficiência no processo de transferência genética.

 

Esta pesquisa, coordenada por Antonio Villaverde, da UAB, trará um avanço no tratamento genético, que tem como um de seus principais desafios fazer o material genético chegar diretamente ao núcleo das células sem que haja muitas perdas ou se provoquem efeitos secundários indesejados.

 

Para isso, os cientistas utilizam de forma experimental diferentes tipos de mensageiros capazes de transportar o material genético ao lugar adequado.

 

Atualmente, vírus naturais desativados são os meios de transporte mais utilizados nos testes clínicos, mas frequentemente têm efeitos secundários que limitam sua aplicação terapêutica, por isso que a equipe de cientistas da UAB apostou em utilizar um peptídeo (molécula formada por vários aminoácidos) chamado R9 para armazenar o material genético.

 

Segundo os pesquisadores espanhóis, encaixado com outras moléculas idênticas formando nanopartículas, o R9 pode penetrar diretamente no núcleo da célula e liberar o material transportado.

 

As nanopartículas se acumulam assim no interior do núcleo da célula e não no citoplasma - parte celular situada entre a membrana exterior e o núcleo -, aumentando sua efetividade, afirmou o comunicado.

Mais conteúdo sobre:
material genético doenças

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.