Pesquisadores criam tratamento para câncer ativado por luz

Raios ultravioleta ativam anticorpos especialmente tratados sobre tumor, e preservam tecidos saudáveis

BBC Brasil, BBC

30 de outubro de 2007 | 10h40

Pesquisadores da Universidade de New Castle, na Grã-Bretanha, dizem ter desenvolvido um tratamento para câncer ativado por luz ultravioleta. O tratamento faria os remédios atingirem os tumores de forma mais eficiente, evitando que os tecidos saudáveis também sejam destruídos pelos anticorpos monoclonais, uma arma comum contra o câncer. "É muito difícil fazer com que os anticorpos cheguem especificamente ao tumor. Eles acabam sendo levados para lugares onde não os queremos", disse Colin Self, que liderou a pesquisa. Para resolver o problema, os cientistas criaram uma maneira de "disfarçar" os anticorpos com um óleo orgânico que faz com que eles só sejam ativados em contato com a luz. Assim, logo que a luz ultravioleta é colocada sobre a região do tumor, os anticorpos começam a fazer efeito, deixando os tecidos saudáveis intocados. Os primeiros testes foram realizados em ratos de laboratório com câncer de ovário. O tratamento acabou com a doença em cinco dos seis roedores testados. Os testes clínicos em humanos devem começar no ano que vem, inicialmente em pessoas com câncer de pele. Mesmo que as próximas fases de testes sejam bem sucedidas, ainda deve levar uma década para que o tratamento esteja amplamente disponível.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
luzcâncertratamentoanticorpo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.