Pesquisadores de Israel criam teste que detecta coronavírus em um minuto

Pesquisadores de Israel criam teste que detecta coronavírus em um minuto

Bafômetro desenvolvido na Universidade Ben-Gurion teve precisão de 90% nas primeiras avaliações

Redação, O Estado de S.Paulo

15 de maio de 2020 | 16h45

ISRAEL - Pesquisadores da Universidade Ben-Gurion, em Israel, desenvolveram um teste que detecta em apenas um minuto, na respiração, a presença do novo coronavírus. A iniciativa do bafômetro partiu do professor Gabby Sarusi, e é acompanhada de perto pelo Ministério da Defesa local.

De acordo com os responsáveis pelo projeto, além da velocidade, o teste tem 90% de precisão — superior à do PCR — e um custo bastante inferior aos outros métodos disponíveis no mercado. A porcentagem foi obtida após avaliação em 120 pessoas.

As partículas de um teste simples de respiração ou de amostras coletadas na garganta e no nariz, como as usadas atualmente, são colocadas em um chip com uma extensa variedade de sensores projetados especificamente para detectar o vírus. O sistema analisa a amostra biológica e fornece um resultado positivo ou negativo preciso, em um minuto, por meio de um sistema conectado à nuvem.

O objetivo do bafômetro desenvolvido na Universidade Ben-Gurion é facilitar a testagem de passageiros em aeroportos e de trabalhadores que precisarem retornar ao trabalho presencial em suas empresas. 

Ainda em andamento, as avaliações do novo teste tentarão descobrir se é possível identificar o nível de gravidade da covid-19 nos pacientes infectados. Sarusi teve a ideia do produto na força-tarefa montada pela universidade para aproveitar a estrutura do local no combate ao novo coronavírus. 

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírusIsrael [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.