E. Lazareva/FAROP/AFP
E. Lazareva/FAROP/AFP

Pesquisadores encontram primeira orca albina adulta

'Iceberg' foi visto na costa leste da Rússia; animal aparentemente vivem bem e de forma saudável

BBC

23 de abril de 2012 | 10h06

Pesquisadores avistaram na costa leste da Rússia o que acreditam ser o primeiro exemplar de baleia orca albina solta na natureza. O animal, apelidado de Iceberg pelos cientistas russos, foi visto em Kamchatka e aparentemente leva uma vida normal e saudável com seu clã.

 

O animal foi avistado durante uma viagem de um grupo de cientistas e estudantes liderados por Eric Hoyt, estudioso especialista na espécie. "Vimos outras duas orcas albinas na Rússia, mas elas eram jovens. Essa é a primeira vez que vemos um exemplar adulto. Tem uma barbatana de até dois metros, como o de um adulto, o que significa que tem ao menos 16 anos", analisou.

 

Baleias albinas já foram vistas em diversas ocasiões, mas as únicas orcas albinas conhecidas eram jovens, inclusive um exemplar com uma rara condição genética que morreu em um aquário do Canadá em 1972. As orcas atingem a fase adulta aos 15 anos e podem viver de cinco a seis décadas, embora normalmente vivam até por volta dos 30 anos.

 

"Iceberg parece estar completamente socializado. Sabemos que esses animais ficam com suas mães a vida inteira, e ao que pudemos ver ele esteve com sua mãe e seus irmão o tempo todo", disse Hoyt. As razões da pigmentação incomum da baleia, porém, é desconhecida.

 

Hoyt lidera o Projeto Orcas do Extremo Leste da Rússia, um dos primeiros a monitorar por imagem e som os mares da região de Kamchatka. O programa já produziu dezenas de trabalhos sobre a comunicação das baleias e pode ajudar a compreender a estrutura social das orcas, que inclui clãs de linhagem maternal e até os chamados "superclãs". 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.