Pizzarias são campeãs da falta de higiene, diz secretaria

Foram inspecionados 467 estabelecimentos no Estado de SP. As churrascarias ficaram na segunda pior colocação

da Redação,

24 de outubro de 2008 | 15h19

As pizzarias lideram o ranking da falta de higiene entre os estabelecimentos que vendem comida industrializada no Estado de São Paulo, diz estudo da Secretaria de Estado da Saúde. O trabalho encontrou problemas relacionados à manipulação de alimentos em 31% dos locais que servem pizza visitados por equipes de vigilância sanitária estadual e municipais.   Foram inspecionados 467 estabelecimentos comerciais no Estado entre 2005 e 2006. As churrascarias ficaram com a segunda pior colocação no quesito higiene, com 19% de reprovação no quesito "manipulação e manipuladores", que avalia as condições de higiene e o estado de saúde dos funcionários, além das fases do pré-preparo e preparo dos alimentos, como seleção, higiene, congelamento, descongelamento e cozimento.   Entre as pastelarias avaliadas, 14% tiveram problemas relacionados à higiene, assim como 13% das padarias, 11% dos supermercados, 8% dos restaurantes e 6% das mercearias. Os estabelecimentos foram orientados para corrigir o problema e, em casos mais graves, punidos de acordo com a legislação sanitária.   "Nos últimos anos houve expressiva proliferação de pizzarias nos municípios paulistas, especialmente de estabelecimentos menores que realizam entregas em domicílio. Nesses locais é comum que os ingredientes fiquem expostos em potes abertos por longos períodos, em temperaturas inadequadas", afirma Maria Cristina Megid, diretora do Centro de Vigilância Sanitária (CVS) da Secretaria, em nota. "Os funcionários desses locais também precisam ser orientados sobre a higiene pessoal e o correto preparo dos alimentos", alerta.   Para o consumidor que costuma pedir pizza pelo sistema "delivery", a Vigilância Sanitária recomenda sempre conhecer pessoalmente o estabelecimento, verificar a higiene do local, o acondicionamento dos ingredientes, a limpeza dos recipientes e o modo como os produtos são manipulados. Também é importante observar, por exemplo, se os funcionários usam uniformes limpos e se há pias no local, para que lavem as mãos.

Tudo o que sabemos sobre:
saúdehigienepizzachurrasco

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.