Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Plataforma do ‘Estadão’ vai destacar a importância dos imunizantes

Produto multimídia, que será lançado dia 30, serve como antídoto contra as fake news e destaca importância do SUS

Redação, O Estado de S.Paulo

27 de agosto de 2020 | 05h00

Em tempos de pandemia do novo coronavírus, em que a ciência busca soluções para a proteção coletiva da saúde das pessoas, informação de qualidade é crucial. Seja para saber a melhor forma de evitar doenças, seja para enfrentar as fake news e a onda negacionista, que têm contribuído para aumentar a turbulência do momento. Nesse contexto é que ocorrerá, no dia 30, o lançamento de um produto multimídia sobre Saúde e Ciência produzido pelo Estadão. Veja o vídeo sobre o lançamento do site. 

A plataforma, inclusive por meio de jogos interativos, discutirá todos os aspectos importantes que envolvem a vacinação. Veja os vídeos, leias os textos e fique muito bem informado sobre o tema. O visitante terá acesso também, de forma gratuita, a serviços específicos sobre quando e onde vacinar os filhos.

Apesar de muitas doenças serem controladas há décadas por campanhas de vacinação, e de o sistema público de saúde no País ter um trabalho exemplar nesse campo, elas continuam ameaçando a população. Por isso é tão importante discutir as fake news contra as vacinas. Um dos pontos chaves da plataforma mostrará exatamente como a desinformação em relação às vacinas, tanto no Brasil quanto no exterior, está impactando a saúde das pessoas. 

O leitor digital terá acesso também a uma lista de doenças que estavam praticamente eliminadas no território nacional, mas voltaram a ameaçar a sociedade. Um dos motivos é a baixa vacinação em algumas regiões do País. Entram nessa lista, com um sinal de alerta, por exemplo, o risco do aumento de casos de vários tipos de meningite. A meningite tipo C é tida como uma doença endêmica no Brasil. A pessoa infectada desenvolve inflamações nas meninges, membranas que envolvem o cérebro e a medula espinhal.

Não sabe como uma vacina atua em termos populacionais? Então, você poderá interagir com o game disponível na plataforma para entender como as campanhas de imunizações protegem a saúde das pessoas. 

A nova plataforma do Estadão também vai discutir a evolução das epidemias e mostrará como a chegada de uma crise sanitária como a da covid-19 estava sendo prevista havia mais de uma década pelos cientistas. As várias alterações do planeta provocadas pelo homem, como desmatamento e emissão de gases de efeito estufa, tendem a tornar as epidemias cada vez mais frequentes. 

Confira, no dia 30, no novo produto multimídia, a extensa lista de serviços – como o calendário de vacinação e o posto de saúde mais próximo da sua casa. O especial sobre vacina do Estadão confrontará ainda vários mitos nessa área e esclarecerá dúvidas sobre as diversas vacinas fabricadas atualmente, além de mostrar como o SUS teve papel decisivo no combate à meningite e a outras doenças que atingem a população brasileira. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.