PM apreende R$ 3 milhões em remédios roubados em Tatuí (SP)

A Polícia Militar apreendeu ontem uma quantidade de medicamentos roubados equivalente à carga de três carretas, em Tatuí, a 135 quilômetros de São Paulo. Os medicamentos, avaliados em cerca de R$ 3 milhões, estavam embalados em caixas de papelão e escondidos em um depósito do clube Pantanal, no bairro Americana, zona rural do município. Duas pessoas foram presas. É uma das maiores apreensões de remédios já feitas no Estado. A PM foi alertada em denúncia anônima. Os medicamentos foram produzidos pelos principais laboratórios com atuação no Brasil e devem ter sido roubados quando eram transportados por via rodoviária. O caseiro e o dono da propriedade, detidos pelos policiais, alegaram desconhecer a procedência da carga. O proprietário alegou que o depósito havia sido alugado. O nome do locatário, que está sendo procurado pela polícia para dar explicações, não foi divulgado. A Polícia Civil fez contato com os fabricantes para descobrir como os remédios foram parar no depósito. A suspeita é de que as cargas tenham sido furtadas quando os medicamentos eram transportados por distribuidoras. O farmacêutico Antonio Marcos de Abreu, assessor técnico da Secretaria Municipal de Saúde de Tatuí, examinou os remédios e disse que estão dentro do prazo de validade. São centenas de caixas de antibióticos, antitérmicos, broncodilatadores e alguns medicamentos caros para tratamento cardíaco, que chegam a custar R$ 900,00 a caixa com 20 comprimidos. Ele acredita que a carga seria entregue para distribuidoras não idôneas ou vendida diretamente para farmácias.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.