Kamil Krzaczynski/Reuters
Kamil Krzaczynski/Reuters

Pode levar álcool em gel para o avião? Entenda as regras sobre produto usado contra coronavírus

CONTEÚDO ABERTO PARA NÃO-ASSINANTES: Na bagagem de mão ou na despachada, limite do frasco é de 500 ml em voos domésticos

André Borges, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2020 | 08h00

BRASÍLIA – A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) impõe regras para o transporte de álcool gel em voos. Nos voos domésticos, o passageiro pode transportar, em sua bagagem de mão, frascos com até 500 ml de álcool e  gel. Esse mesmo limite pode ser levado na bagagem despachada. Em todo o mundo, o produto se tornou um aliado na higiene para prevenir a infecção pelo novo coronavírus

Já em casos de voos internacionais, o limite para o transporte em bagagem de mão cai para 100 ml. No caso das bagagem despachadas nesses voos, vale o limite de 500 ml, segundo a Anac.

O passageiro deve ficar atento aos frascos. A embalagem plástica usada pode ter capacidade máxima de um litro e deve ser transparente, para permitir a inspeção visual no embarque do passageiro. Só é permitida uma embalagem plástica por passageiro.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.