Alex Silva/Estadão
Alex Silva/Estadão

Por coronavírus, Agência Nacional de Transportes Terrestres suspende viagens internacionais

De acordo com a ANTT, o transporte interestadual de passageiros no País continua em operação. Em São Paulo,empresas que operam o transporte intermunicipal foram autorizadas a reduzirem em até um terço os horários de ônibus

Luci Ribeiro e José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

18 de março de 2020 | 12h22

BRASÍLIA/SOROCABA - A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) decidiu suspender o transporte internacional de passageiros e semiurbano em região de fronteira, realizados por empresas brasileiras e estrangeiras, dentro das medidas para enfrentamento da pandemia contra o novo coronavírus.

A resolução, publicada no Diário Oficial da União (DOU) desta quarta-feira, 18, também determina às empresas que cumpram protocolo de higienização dos veículos, conforme estabelecido pela agência. A resolução já está em vigor e tem vigência de 60 dias, podendo ser prorrogada.

Em nota, a ANTT explica que o transporte interestadual de passageiros no País continua em operação, e para quem já havia comprado passagem internacional, continuam válidas as regras de adiamento ou cancelamento previstas na Resolução nº 4.282, de 17 de fevereiro de 2014.

A agência também informa que, devido à situação emergencial para evitar situações que possibilitem o contágio pelo novo coronavírus, flexibilizou a redução de frequência de horários.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

São Paulo

Já em São Paulo, a Agência de Transportes do Estado de São Paulo (Artesp) autorizou as 91 empresas que operam o transporte intermunicipal de passageiros no Estado a reduzirem em até um terço os horários de ônibus. A medida, segundo a agência, visa compatibilizar a oferta de ônibus à redução na demanda causada pelo coronavírus. O sistema transporta 320 mil passageiros por dia em 12 mil viagens diárias, mas algumas linhas já operam com ociosidade devido à queda na demanda decorrente de medidas como o trabalho em casa e o fechamento de escolas, faculdades e espaços culturais.

Segundo a agência, a suspensão dos horários não pode acontecer quando houver passagens vendidas antecipadamente. “A Artesp irá acompanhar essa medida e poderá determinar a retomada de horário suspenso se entender que isso é necessário”, informou em nota.

A agência reforçou as recomendações tanto para o atendimento ao público, quanto à higienização dos veículos e proteção dos funcionários das empresas. Em Avaré, no interior de São Paulo, três dos dez horários de partidas de ônibus para a capital foram cancelados. Duas linhas de Ourinhos com destino a São Paulo também foram suspensas. Em Sorocaba, foram aumentados os intervalos entre as partidas de ônibus da Viação Cometa com destino à capital.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.