Por coronavírus, nove cidades bloqueiam ônibus de turistas em praias da Baixada Santista

Bertioga, Cubatão, Guarujá, Santos, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe tomaram a decisão de não receber ônibus e vans turísticas; medida vale por tempo indeterminado

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

17 de março de 2020 | 08h40

SOROCABA - Prefeitos de nove cidades da Baixada Santista, no litoral de São Paulo, suspenderam por tempo indeterminado a autorização para vans e ônibus de turismo que buscam as praias da região. O objetivo é evitar a aglomeração de pessoas na orla e a disseminação do coronavírus.

A medida foi aprovada por consenso, nesta segunda-feira, 16, em reunião extraordinária do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista, que reúne os prefeitos de Bertioga, Cubatão, Guarujá, Santos, São Vicente, Praia Grande, Mongaguá, Itanhaém e Peruíbe .

Sem a autorização prévia, que é dada mediante o recolhimento de uma taxa, esses veículos que levam os turistas não podem entrar nas cidades, sob pena de multa e apreensão. A mesma medida está sendo estudada pela prefeitura de Campos do Jordão, na Serra da Mantiqueira, principal destino turístico paulista durante o inverno.

Conforme a prefeitura, a cidade não conta com nenhum caso de coronavírus, porém, como está em região com prevalência de baixas temperaturas, a sobrevida do vírus é maior. O município enviou comunicado aos hotéis pedindo reforço nas medidas de proteção aos hóspedes.

Para Entender

Coronavírus: veja o que já se sabe sobre a doença

Doença está deixando vítimas na Ásia e já foi diagnosticada em outros continentes; Organização Mundial da Saúde está em alerta para evitar epidemia

No interior, seis cidades já decretaram situação de emergência de saúde pública em razão da pandemia. Além de Sorocaba, primeira a tomar a medida, as prefeituras de Valinhos, Hortolândia, Taubaté, Presidente Prudente e Tietê assinaram decretos. Além de museus e teatros, parques públicos e zoológicos estão sendo fechados para o público. As prefeituras de Araras, Cerquilho, Capão Bonito, Marília e São José do Rio Pardo suspenderam as comemorações de seus aniversários, inclusive desfiles cívicos.

Festas tradicionais, como a Festa da Uva, de Vinhedo, em sua 58ª edição, foram suspensas ou canceladas. Também não acontece a maioria das encenações da Paixão de Cristo.  As unidades do Sesc em 20 cidades do interior e litoral de São Paulo fecham para o público a partir desta terça-feira, 17, até o dia 31 de março. Os valores pagos por ingressos, excursões e cursos serão ressarcidos.

Receba no seu email as principais notícias do dia sobre o coronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.