Por que as mulheres são mais propensas a terem cistite?

Cistite é uma inflamação da bexiga, que faz parte do trato urinário (rins, ureteres, bexiga e uretra). Habitualmente, esta inflamação é decorrente de infecção causada por bactérias, que atingem a bexiga através da uretra (canal de saída da urina). As mulheres são mais propensas a este tipo de infecção por apresentarem uretra mais curta do que homens, favorecendo a entrada de bactérias provenientes da vagina e do intestino. Situações que dificultem a saída da urina também favorecem este tipo de infecção, como durante a gravidez. Outras causas de infecção incluem fungos e vírus, além de substâncias irritativas à mucosa da bexiga ingeridas pela pessoa e excretadas na urina. A inflamação da bexiga provoca sintomas relacionados à vontade de urinar, sensação de queimação, ardência durante a micção, dor na região pubiana, que pode irradiar para a região lombar, urina com aspecto turvo ou com sangue, febre, calafrios. A melhor maneira de prevenir infecção urinária, na mulher, é manter o hábito de urinar várias vezes durante o dia, esvaziando totalmente a bexiga. Deve-se evitar "segurar" a bexiga cheia por muito tempo; higiene adequada; não deixar que o sabão vá para o interior da vagina; urinar após a relação sexual e não manter relação vaginal após relação anal.* ginecologista do Hospital Israelita Albert Einstein

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.