Miriam Zomer/Agência AL
Miriam Zomer/Agência AL

Por risco de coronavírus, prefeito de Florianópolis proíbe eventos públicos

Gean Loureiro adota medida emergencial que impede aglomerações de mais de cem pessoas em ambientes fechados

Júlia Lindner, O Estado de S.Paulo

13 de março de 2020 | 17h17

BRASÍLIA - O prefeito da cidade de Florianópolis, Gean Loureiro, decidiu proibir eventos públicos com mais de 100 pessoas a partir da próxima segunda-feira, 16, devido aos riscos de contaminação por coronavírus. O anúncio foi feito hoje pelo Facebook.

"Informo a todos que está proibida, a partir de segunda-feira, 16 de março, a realização de eventos na cidade de Florianópolis com mais de 250 pessoas, ao ar livre, e 100 pessoas, em ambientes fechados", escreveu o prefeito na rede social.

Loureiro justificou que a medida é baseada em resultados internacionais e recomendações nacionais para "diminuir o risco exponencial de contágio" pela covid-19.

"Já foi provado no mundo que o distanciamento social, nesse momento em que temos apenas 2 casos confirmados, pode trazer muito mais benefício no combate a proliferação do vírus. Não vamos esperar o pior acontecer para tomar ações com responsabilidade, sem pânico. Ainda estamos em uma situação confortável e, por isso, precisamos tomar as medidas certas com paciência e no tempo certo", declarou o prefeito em outro trecho.

Loureiro disse, ainda, que determinou ao Procon Municipal que lacre estabelecimentos flagrados "praticando abuso na venda de materiais que auxiliam o combate ao vírus", como álcool e máscaras.

Em uma versão mais restritiva de recomendações anunciadas nesta sexta-feira para combater o avanço do coronavírus, o Ministério da Saúde pediu que autoridades locais estimulem o cancelamento de eventos com grande aglomerações e também orientou o adiamento de cruzeiros marítimos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.