Cesar Lopes/PMPA
Cesar Lopes/PMPA

Porto Alegre flexibiliza isolamento e retoma atividades de shoppings, restaurantes e cultos

Determinação foi assinada pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, na noite desta terça-feira

Lucas Azevedo, Especial para o Estado

19 de maio de 2020 | 22h19

 

PORTO ALEGRE - A prefeitura de Porto Alegre autorizou, a partir desta quarta-feira, a reabertura de shoppings centers, restaurantes, igrejas e templos. A determinação foi assinada pelo prefeito Nelson Marchezan Júnior, na noite desta terça-feira. A retomada gradual da atividade econômica da cidade compreende também o funcionamento de galerias e centros comerciais.

Conforme o decreto 20.583, o funcionamento das atividades deve respeitar as normas de higienização e distanciamento social, assim como a ocupação de até 50 por cento da capacidade dos estabelecimentos. Outra norma que deve ser respeitada é a oferta de máscaras de proteção facial aos trabalhadores que utilizam o transporte público para o deslocamento.

A resolução foi tomada a partir do monitoramento de indicadores de evolução da pandemia na cidade, que tem como principal referência a ocupação de leitos de UTI por pacientes com covid-19.

“O novo decreto considera o ritmo de disseminação do coronavírus, a capacidade do sistema de saúde de atender à demanda e os efeitos das medidas para a vida da cidade. Temos estudos permanentes dos impactos locais da liberação de cada atividade e monitoramos em tempo real a ocupação das estruturas hospitalares para adaptar as normativas locais com a maior precisão possível à nova realidade”, explica Marchezan.

De acordo com o prefeito, a retomada gradual da atividade econômica não deve interromper as medidas de higienização e o impedimento de aglomerações.

ALTERAÇÕES

Os shoppings centers, galerias e centros comerciais poderão funcionar com 50 por cento da capacidade máxima de ocupação prevista no alvará de funcionamento. As praças de alimentação também estão autorizadas a reabrir seguindo normas de higiene e distanciamento. Entretanto, os espaços de recreação seguem fechados.

No ramo de restaurantes, bares e lancherias, os serviços de buffet estão permitidos, desde que a montagem do prato seja realizada exclusivamente pelo funcionário do serviço. Os estabelecimentos também deverão observar a regra de distanciamento de dois metros entre as mesas e lotação de até a metade do limite máximo de ocupação do local, regra que também vale para os bares.

Já em relação a missas e cultos, fica determinado que só poderão ocorrer com, no máximo, 30 pessoas, desde que não ultrapasse 50 por cento da capacidade máxima, além do distanciamento mínimo de dois metros entre os presentes.

CASOS

Porto Alegre contabiliza 603 casos confirmados de covid-19 e 25 mortes. O primeiro infectado foi confirmado no dia 8 de março. Uma semana depois, a prefeitura determinou a suspensão das aulas e o fechamento de shoppings, restaurantes e bares. Nesta terça-feira, 44 pacientes confirmados com covid-19 estavam internados em UTIs da capital.  

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.