REUTERS/Rafael Marchante
REUTERS/Rafael Marchante

Portugal suspende todos os voos para a Itália por causa do coronavírus

Governo disse que medida acompanha ampliação da quarentena imposta pelos italianos em todo o território. Portugueses somam 41 casos da doença e não há mortes. Escolas poderão ser fechadas

Andrei Khalip, Catarina Demony and Victoria Waldersee, Reuters

10 de março de 2020 | 18h24

LISBOA - Portugal decidiu nesta terça-feira, 10, suspender por 14 dias todos os voos de passageiros que têm como destino ou origem a Itália como medida preventiva contra o avanço do coronavírus

A decisão ocorre um dia após o governo português inicialmente suspender os voos da região norte da Itália. A suspensão foi expandida para todo o país diante da evolução da doença lá, informou o governo em declaração. 

O governo também disse que a medida seguiu a decisão drástica da Itália de impor uma quarentena nacional para desacelerar o pior surto do coronavírus na Europa. 

Um total de 631 pessoas morreram na Itália em razão do coronavírus e já 10,149 casos confirmados, muito mais que em Portugal, onde os casos chegaram a 41 e não há mortes reportadas até agora. 

Apesar de não possuir um número significativo de casos, o governo implementou medidas preventivas. "Para os portugueses, e para a maior parte dos europeus, esse é um período difícil", disse a ministra da saúde portuguesa Marta Temido. 

Em Felgueiras e Lousada, no norte do país, onde a maior parte dos casos está concentrada, escolas e espaços públicos foram fechados no domingo. 

O governo português vai avaliar nesta quarta um fechamento completo das escolas no que seria mais uma medida contra o coronavírus. As universidades de Lisboa e Coimbra, uma das mais antigas da Europa, suspenderam todas as aulas presenciais nesta segunda por precaução. 

Katie McHenry, estudante Erasmus da Irlanda do Norte, disse à Reuters que a medida na sua universidade em Lisboa era "um pouco extrema", mas "apropriada" para frear a propagação do coronavírus como ocorreu em outros países. 

A companhia aérea TAP suspendeu 3,5 mil voos programados até maio, e grandes eventos pelo país foram cancelados ou adiados. A indústria do turismo já está sentindo os efeitos com os cancelamentos relacionados ao coronavírus.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.