TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ / ESTADÃO

Prefeito Bruno Covas testa negativo para o novo coronavírus

Covas postou a informação em sua conta no Instagram; mais cedo, governador João Doria também usou uma rede social para divulgar teste negativo para a doença

Redação, O Estado de S.Paulo

24 de março de 2020 | 11h13
Atualizado 24 de março de 2020 | 12h00

SÃO PAULO - O prefeito de São Paulo, Bruno Covas (PSDB), testou negativo para o novo coronavírus. Covas postou a informação em sua conta no Instagram, com a mensagem "Deu negativo". Covas teve contato nos últimos dias com David Uip, chefe do Centro de Contingenciamento do Coronavírus, que está com a doença. Mais cedo, o governador João Doria (PSDB), que também teve contato com Uip, divulgou no Twitter que testou negativo para o novo coronavírus

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Testei negativo para Coronavírus.

Uma publicação compartilhada por Bruno Covas (@brunocovas) em

Na agenda de compromissos do prefeito, mais cedo nesta terça-feira, 24, havia a previsão de uma reunião, no final da tarde, por vídeoconferência. Em nota enviada após a confirmação do resultado negativo, a Prefeitura informou que Covas não terá compromissos externos nesta terça, apenas despachos no gabinete. Em nota divulgada nesta segunda-feira, 24, pela assessoria de imprensa da Prefeitura, a informação era de que Covas iria se submeter ao teste e ficaria isolado em seu gabinete até o publicação do resultado do exame.

Covas já havia se mudado para a Prefeitura após o avanço do novo coronavírus. Ele levou para o gabinete a cama que estava no quarto do seu apartamento na Barra Funda, na zona oeste. Covas havia afirmado ao Estado na semana passada que os médicos haviam liberado sua agenda para compromissos por ele está com a imunidade normal. "Com o fim da quimioterapia e o início da imunoterapia, não estou mais imunodepressivo. Não estou mais no grupo de alta vulnerabilidade do coronavírus", disse. 

Tudo o que sabemos sobre:
Bruno Covascoronavírus

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.