AP Photo/Matias Delacroix
AP Photo/Matias Delacroix

Prefeitura de São Paulo confirma transmissão comunitária da variante Ômicron na capital

Três novos casos de infecção do coronavírus pela cepa foram identificados nesta sexta-feira, todos em pacientes que negam terem viajado recentemente para fora do País

João Ker, O Estado de S.Paulo

17 de dezembro de 2021 | 21h12

A Prefeitura de São Paulo identificou três novos casos de infecção do coronavírus pela Ômicron nesta sexta-feira, 17, e agora passa a considerar que há transmissão comunitária da variante na capital. Ao todo, já são 13 diagnósticos positivos para a cepa no município. 

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS), a variante foi encontrada em duas mulheres, de 22 e 65 anos, e em um homem, de 30. Nenhum deles relatou viagem recente para fora do País ou contato com algum viajante que tenha chegado do exterior. Os casos também não teriam relação com o paciente de 67 anos, diagnosticado com a Ômicron há exata uma semana. 

Ainda na quarta-feira, a SMS negou que houvesse transmissão comunitária da Ômicron na capital, já que os 10 casos identificados até então estavam relacionados a esse paciente de 67 anos, o que foi classificado como um cluster localizado". 

Um dia depois e antes dos três casos anunciados nesta sexta, o prefeito Ricardo Nunes (MDB) já havia declarado durante evento público que havia "transmissão comunitária" da Ômicron na capital. Questionadas, tanto a SMS quanto a Prefeitura não comentaram a declaração. 

De acordo com a SMS, todos os pacientes identificados com a variante Ômicron no município estão com sintomas leves. 

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírusRicardo Nunes

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.