WERTHER SANTANA/ESTADÃO
WERTHER SANTANA/ESTADÃO

Prefeitura de São Paulo contratará 220 novos coveiros

Medida em caráter emergencial foi tomada após afastamento de servidores com mais de 60 anos

Redação, O Estado de S.Paulo

28 de março de 2020 | 18h41

A Prefeitura de São Paulo contratará 220 novos coveiros a partir desta segunda-feira. A medida, tratada como situação emergencial, foi tomada após o afastamento dos servidores acima de 60 anos, que correspondiam a 60% do quadro de funcionários de sepultadores.

Neste sábado, o secretário da municipal de Saúde, Edson Aparecido, informou também que serão contratados 400 profissionais da saúde em caráter emergencial para tocar os mil novos leitos de UTI que estarão disponíveis até o final de abril.

O prefeito Bruno Covas insistiu neste sábado na necessidade de a população manter o isolamento para evitar a disseminação do vírus e enfatizou que “vários estudos demonstraram quanto o isolamento se refletiu no achamento da curva da expansão da doença na cidade, reduzindo as expectativas iniciais de pessoas contaminadas e do número de mortes”.

O prefeito disse que o isolamento é uma “questão humanitária, de respeito ao próximo” e que “não existe dicotomia entre saúde e economia”.

Tudo o que sabemos sobre:
coronavírusPrefeitura de São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.