Riocentro
Riocentro

Prefeitura do Rio conclui hospital de campanha do Riocentro

Local possui 13 mil metros quadrados de área construída e custou cerca de R$ 10 milhões

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

19 de abril de 2020 | 20h11

Rio - A prefeitura do Rio de Janeiro concluiu neste domingo as obras do hospital de campanha do Riocentro, na zona oeste da cidade. Essa é a maior unidade da rede pública do Estado instalada para atender pacientes com covid-19. 

O hospital possui 13 mil metros quadrados de área construída, projeto que exigiu cerca de R$ 10 milhões de investimento. Ao todo, a unidade conta com 500 leitos, dos quais 400 são de clínica médica e 100 de UTI. Desse total, 15 têm recursos para hemodiálise.

Com a entrada em operação do hospital de campanha do Riocentro, a rede municipal de saúde do Rio terá mais de mil leitos para atendimento de infectados. O início da operação vai acontecer quando outro hospital, o Ronaldo Gazolla, chegar a 70% de ocupação.

No dia 27, saíra da China um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) com nova leva de equipamentos e materiais para o hospital de campanha do Riocentro, que devem chegar até o dia 31. A prefeitura já iniciou a contratação de pessoal para o trabalho no local, como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes de apoio.   

Desde o início da pandemia, a Secretaria Municipal de Saúde abriu 313  novos leitos exclusivos em unidades da rede.  Desse total, 109 leitos são de UTI. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.