Wilton Junior/Estadão
Wilton Junior/Estadão

Prefeitura do Rio define horários de uso do transporte público segundo a categoria dos trabalhadores

Objetivo é acabar com lotação dos meios de transportes, evitando aglomerações para reduzir propagação do coronavírus

Fernanda Nunes, O Estado de S.Paulo

05 de abril de 2020 | 12h14

RIO -  O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), em reunião com o Gabinete de Crise contra o coronavírus, decidiu preparar um decreto para determinar horários diferenciados de turnos de trabalho para os setores da indústria, comércio e serviços. O início do primeiro turno deve ser focado nos trabalhadores das fábricas, em seguida, nas atividades essenciais mantidas abertas e, na sequência, no setor de serviços. 

O objetivo é acabar com a lotação dos meios de transportes, evitando aglomerações. Segundo a prefeitura, os esforços feitos pela Guarda Municipal, Polícia Militar e fiscais da Secretaria municipal de Transportes se mostraram ainda insuficientes. 

"Pensamos nesta opção desde o dia 13 de março, quando fizemos nossa primeira reunião do gabinete de crise. Mas por falta de implementação voluntária, passará a vigorar por força de lei”, afirmou Crivella, de acordo com nota divulgada por sua assessoria de imprensa.

O decreto deverá ser publicado em edição extraordinária do Diário Oficial deste domingo ou no início desta semana.

Dinheiro da Lava-Jato 

Na reunião, o prefeito informou também aos secretários que o juiz federal da 9.ª Vara Criminal, José Eduardo Nobre Mata, requisitou ao município que apresente projetos de combate ao novo coronavírus para que autorize a liberação de recursos sequestrados pela Justiça na operação Lava-Jato.

Foi definida ainda a contratação de pessoal para o Hospital Geral de Bonsucesso e o Hospital do Fundão, o que vai possibilitar a abertura de novos leitos para pacientes na cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.