Primeira imunização contra dengue começa nas Filipinas

Imunizante foi desenvolvido pelo laboratório francês Sanofi Pasteur

José Maria Tomazela, O Estado de S. Paulo

22 Fevereiro 2016 | 15h36

SOROCABA - A primeira imunização contra a dengue com o uso de vacina foi iniciada, nesta segunda-feira, 22, nas Filipinas, na Ásia. A aplicação do imunizante, desenvolvido pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, acontece no mesmo dia em que o Instituto Butantã, do governo paulista, inicia a última fase de testes clínicos em voluntários da primeira vacina brasileira contra a dengue.

A vacina da Sanofi foi aprovada para uso no Brasil em dezembro de 2015 pela Agência de Vigilância Sanitária (Anvisa) e, segundo a empresa, seu emprego no País está sendo avaliado pela Câmara de Regulação do Mercado de Medicamentos (CMED), órgão interministerial. O imunizante tetravalente - contra os quatro tipos de vírus da dengue - foi aprovado nas Filipinas também em dezembro último e será aplicado em pessoas com idade entre 9 e 45 anos que vivem em áreas endêmicas.

A vacina é administrada em três doses no período de um ano. Conforme a Sanofi, a Ásia tem 70% da carga global da dengue, que atinge cerca de 67 milhões de pessoas por ano. Só nas Filipinas, 110 mil pessoas em média adoecem todos os anos. O programa de imunização teve a adesão inicial dos planos de saúde, mas deve ser estendido à rede pública, em prazo ainda não estabelecido.

Além das Filipinas e do Brasil, a vacina contra a dengue da Sanofi Pasteur também está aprovada no México e em El Salvador - nos dois países o processo de análise regulatória também está em andamento. Segundo a empresa, os estudos clínicos para o desenvolvimento da vacina duraram duas décadas e envolveram mais de 40 mil voluntários em 15 países.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.