Primeiro caso de gripe suína na Austrália é detectado

Mulher contraiu a doença nos Estados Unidos e apresenta um vírus muito debilitado; 18 pessoas em observação

Efe,

09 Maio 2009 | 03h13

As autoridades australianas confirmaram neste sábado, 9, o primeiro caso positivo de gripe suína no país, o de uma mulher que chegou dos Estados Unidos na quinta-feira passada, embora tenham considerado que não há risco de contágio.

 

Veja também:

especial Mapa: veja como a gripe está se espalhando

especialEntenda a gripe suína: perguntas e respostas 

video Infectologista esclarece cuidados que serão tomados 

mais imagens Veja galeria de fotos da gripe suína pelo mundo   

som 'Meios de transportes facilitam a propagação'

documento Folheto oficial do Ministério da Saúde  

 

Aparentemente, a mulher foi infectada enquanto estava nos EUA, mas se encontrava em recuperação quando retornou à Austrália e era portadora de um vírus de gripe suína muito debilitado.

 

segundo a ministra da Saúde, Nicola Roxon, os passageiros do voo de Qantas QF16 estão sendo contactados para saber se apresentam algum sintoma da gripe.

 

Ainda segundo Roxon, é bastante improvável que se tenha atualmente uma infecção de gripe suína na Austrália, mas todas as precauções estão sendo tomadas.

 

Outras 18 pessoas estão em observação na Austrália ao apresentar sintomas similares ao da gripe.

 

Segundo os dados da Organização Mundial da Saúde, a gripe suína foi detectada em 25 países e infectou mais de 2,5 mil pessoas.

Mais conteúdo sobre:
gripe suína influenza A(H1N1)

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.