Procon-SP: Preço de medicamento genérico varia até 951,69%

Entre os medicamentos de referência a maior diferença de preço encontrada foi de 520,83%

estadão.com.br,

31 de outubro de 2011 | 10h16

 SÃO PAULO - Pesquisa do Procon-SP divulgada nesta segunda-feira, 31, aponta diferenças de preços de até 951,69% entre os medicamentos genéricos. O medicamento Diclofenaco Sódico (50  mg, 20comprimidos) foi encontrado em um estabelecimento por R$ 9,36 e em outro por R$ 0,89, uma diferença de R$ 8,47 entre os dois locais.

 

Entre os medicamentos de referência, a maior diferença de preço encontrada, de 520,83%, foi no medicamento Propranolol Ayerst (Cloridrato  de Propranolol), da Sigma Pharma (40 mg, 30 comprimidos). O maior preço foi R$ 7,45 e o menor, R$ 1,20. Diferença de valor absoluto de R$ 6,25.

 

Na comparação entre os preços médios dos genéricos com os de referência de mesma  apresentação, constatou-se que, em média, os medicamentos genéricos são 58,47% mais baratos do que os de referência. 

 

A pesquisa feita entre o dia 28 e 30 de setembro em 15 drogarias distribuídas pelas cinco regiões do município de São Paulo. Foram pesquisados 52 medicamentos.

 

O levantamento dos preços em farmácia/drogaria (loja física), de médio e grande  porte, escolhidas aleatoriamente, distribuídas pelas cinco regiões do município de  São Paulo foi feito pessoalmente.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.